A movimentação nas rodovias paulistas caiu 17%, de acordo com o levantamento da Secretaria de Logística e Transportes de São Paulo. Entre os dias 26 de março e 4 de abril, passaram pelas estradas 1,2 milhão de veículos, ante 1,4 milhão, na semana anterior à fase emergencial, de 5 a 14 de março. Na Mogi-Bertioga a queda foi ainda maior, de 36,5%, indo de 96 mil para 61 mil veículos

Somando apenas os veículos que seguiram em direção ao litoral pelo sistema Anchieta-Imigrantes, a redução foi de 28,94%, de 778 para 553 mil. Já na rodovia dos Tamoios, a queda foi de 19,52%, passando de 316 mil para 254 mil. 

As diminuições foram observadas após as medidas adotadas pelo Governo de São Paulo para desestimular o fluxo de veículos e o movimento sentido ao litoral. Entre elas, a suspensão da Operação Descida no SAI e na rodovia dos Tamoios, que vigorou até domingo (4).

"Estamos fazendo tudo o que está ao nosso alcance para diminuir o tráfego nas rodovias. São ações que contribuem com a redução da circulação do vírus e do número de acidentes, essenciais neste momento de lotação dos leitos hospitalares", reforçou o secretário João Octaviano Machado Neto.

"As medidas que estão sendo adotadas pelo Governo do Estado de São Paulo já começam a dar resultados. É preciso que haja uma união de todos e que a população contribua e fique em casa. O isolamento social é fundamental para conseguirmos diminuir o aumento dos casos positivos da Covid-19 entre as pessoas", explica Milton Persoli, diretor geral da ARTESP.

A fase emergencial do Plano SP, etapa com mais restrições de circulação e atividades, está em vigor desde 15 de março em 645 cidades para frear aumento de casos e mortes.

Durante os feriados prolongado na Capital paulista e o de Páscoa, o Departamento de Estradas de Rodagem (DER) e a Agência de Transporte do Estado de São Paulo (ARTESP) realizaram campanhas nas redes sociais e nos painéis em rodovias com mensagens para as pessoas ficarem em casa no enfrentamento ao coronavirus. As ações foram realizadas nas redes sociais e nos Paineis de Mensagens Variáveis (PMVs) espalhados pelas rodovias do Estado de São Paulo.

Rodovias administradas pelo DER

SP 098 Mogi Bertioga: queda de 36,5% (de 96 mil para 61 mil)

SP 055 (Litoral Sul) Padre Manoel da Nóbrega: queda de 23% (de 405 mil para 309 mil)

SP 055 (Litoral Norte) Dr. Manoel Hyppólito Rego: queda de 37% (de 235 mil para 148 mil)

SP 125 Oswaldo Cruz: queda de 18,9% (de 54 mil para 44 mil)

SP 270 Raposo Tavares: queda de 3% (de 692 mil para 671 mil)

Rodovias concedidas

Sistema Anhanguera-Bandeirantes: queda de 11,33% (de 1,3 milhão para 1,1 milhão)

Rodovia Presidente Castello Branco (SP-280): queda de 6,92% (de 610 mil para 568 mil)

Corredor das rodovias Ayrton Senna e Carvalho Pinto: queda de 13,28 (de 1,5 milhão para 1,3 milhão)