O movimento registrado no Hospital Municipal de Braz Cubas chama atenção pela grande quantidade de pacientes que chegam a toda hora com problemas de complicações com a Covid-19. A situação é complicada porque os leitos da unidade já estão operando no limite máximo de ocupação.

Para tentar dar um alento àqueles que estão sofrendo com a doença, um grupo de religiosos permanecem do lado de fora da unidade, rezando pela recuperação dos pacientes. Eles carregam bandeiras e faixas e cartazes com mensagens de otimismo. Esse movimento vem se repetindo nas últimas semanas.

Além de ambulâncias que estacionam toda hora na unidade para levar os pacientes que precisam de internação, a reportagem de O Diário registrou ainda o movimento de veículos carregamento de tubos de oxigênio para abastecer a unidade e garantir o produto àqueles que precisam do insumo na fase aguda da doença respiratória.

A Prefeitura de Mogi das Cruzes também mantém uma equipe para fazer a desinfecção em toda área do prédio, inclusive nas calçadas no entorno da unidade, que se tornou referência para a Covid-19 desde o ano passado, e recebe pacientes da cidade e de municípios da região.