MENU
BUSCAR
Confusão

GCM intervém vendedor de caqui e causa aglomeração no Centro; veja vídeo

Quem passava pelo local defendia o vendedor ambulante. Prefeitura diz que fiscalização se deu após reclamações de representantes do comércio regular.

O DiárioPublicado em 30/04/2021 às 13:55Atualizado há 14 dias

Na manhã desta sexta-feira (30), um vendedor ambulante de caqui estava sendo questiona pela Guarda Municipal de Mogi das Cruzes, quando a população resolveu se manifestar. Quem passava pelo local, no cruzamento entre as ruas Coronel Souza Franco e Presidente Rodrigues Alves, no Centro, defendia o vendedor e logo uma aglomeração começou a se formar. Para a corporação, pessoas gritavam “vai prender bandido”.

Segundo a Secretaria Municipal de Segurança, durante o ocorrido estava sendo desencadeada uma operação do Departamento de Fiscalização de Posturas, com apoio da Guarda Municipal, para a fiscalização ao comércio irregular nas proximidades do Mercado Municipal. A ação, de acordo com a nota enviada pela pasta, atende as demandas recebidas pela Prefeitura. As reclamações de comerciantes seriam relativas a presença de vendedores de frutas no local, que estariam prejudicando o comércio regular e atrapalhando a circulação de pessoas pelas calçadas.

“Durante a fiscalização, um homem que se identificou como policial contestou o trabalho que estava sendo realizado, causando uma aglomeração no local e inflamando os ânimos de pessoas que estavam sendo fiscalizadas e outras que passavam pela região. O problema foi contido pelas equipes da Secretaria de Segurança com diálogo e foram adotadas as medidas determinadas pela legislação municipal”, traz a nota.

A Prefeitura garante ainda que mantém a disposição de diálogo com toda a sociedade de Mogi das Cruzes, de maneira transparente e buscando a melhoria da qualidade de vida na cidade. Neste caso específico, representantes dos ambulantes deverão ser recebidos pela administração municipal, que ouvirá suas demandas e discutirá medidas que possam ser adotadas, buscando o benefício de todo o município.

ÚLTIMAS DE Polícia