Segundo informações divulgadas por uma reportagem exibida nesta quarta-feira (31) pelo Jornal Hoje, um homem de Mogi das Cruzes teria dado início a um esquema de vazamento de mais de 200 milhões de CPFs. Ainda de acordo com a matéria, as investigações teriam sido iniciadas em fevereiro, pela Polícia Civil, que após uma busca e apreensão feita na casa deste suspeito, teria descoberto outro dois nomes, sendo um de Bento Gonçalves, no Rio Grande do Sul.

A Secretaria da Segura Pública (SSP) do Estado de São Paulo não confirmou as informações divulgadas na TV e disse apenas que “a Polícia Civil deflagrou, nesta quarta-feira (31), uma operação interestadual para investigar um vazamento de dados de uma operadora de telefonia. Na ação, um investigado foi levado à delegacia para prestar esclarecimentos. Além disso, foram apreendidos dinheiro e equipamentos eletrônicos”.

Os trabalhos foram desempenhados por equipes da 1ª Delegacia da Divisão Antissequestro (DAS), do Departamento Estadual de Operações Policiais Estratégicas (Dope), após serem comunicadas, no dia 18 de fevereiro, que um banco de dados cadastrais estava sendo negociado em um site da internet.

Imediatamente, os policiais civis iniciaram as investigações e atividades de inteligência, e conseguiram identificar o proprietário do site negociador dos dados, que segundo o Jornal Hoje seria o morador de Mogi. Como resultado, no dia 9 deste mês foram realizadas buscas em endereços do investigado, culminando na apreensão de equipamentos eletrônicos.

Os dispositivos foram analisados e contribuíram para que outros dois envolvidos fossem identificados – um profissional paulista e o proprietário de outro site, do Rio Grande do Sul. Sendo assim, ontem foi deflagrada uma operação nestas duas unidades federativas, sendo cumpridas ordens judiciais em Bento Gonçalves (RS) e no bairro Vila Prudente, na cidade de São Paulo.

A ação possibilitou a apreensão de R$ 9 mil em espécie e mais equipamentos eletrônicos, que apontam crimes de violação de segredo e associação criminosa. Um dos investigados foi localizado e levado à delegacia para prestar esclarecimentos. As apurações prosseguem.